O Estado recolheu 15,8M€ em jogos online no primeiro semestre de 2017

receitas-fiscais-de-15-8-milhoes-de-euros-atraves-do-imposto-especial-do-jogo-online-iejo

No primeiro semestre de 2017 o Estado recolheu pelo menos 15,8 milhões de euros de receita fiscal em apostas de jogos online.

Os cofres do Estado arrecadaram 15,8 milhões de Euros desde o início do ano até Junho de 2017, através do Imposto Especial de Jogo Online (IEJO), aplicado às entidades com atividade de exploração e práticas de jogos e apostas online em contexto de mercado regulado, valor revelado através do relatório realizado pelo Turismo de Portugal sobre esta atividade.

O valor arrecadado da receita fiscal (que corresponde ao montante das apostas depois de deduzidos os prémios pagos), sofreu oscilações desde que a primeira licença foi emitida (desde o 3º trimestre de 2016 e o 2º trimestre de 2017). Assim sendo, do 3º trimestre de 2016 para o 4º trimestre foi registado um aumento de 13,8 milhões para 17,2 milhões, respetivamente. No entanto, desde este ultimo período até Junho de 2017, verificou-se um decréscimo até atingir os 6,6 milhões de euros.

Segundo o relatório emitido pelo Turismo de Portugal, a atividade de jogos e apostas online gerou, de acordo com os dados registados desde a primeira emissão de licença e até 30 de Junho de 2017, uma receita bruta de 108,1 milhões de euros.

A primeira licença para a exploração de jogos e apostas online foi emitida em 25 de Maio de 2016 e desde então foi registado um crescimento que se verificou até ao 1.º trimestre de 2017, no entanto do 1º para o 2º trimestre, assistiu-se a uma redução de aproximadamente 6 milhões de euros.

Nas apostas desportivas à cota, o futebol é a modalidade onde se verifica um maior número de apostas

As apostas desportivas à cota tiveram um inicio vigoroso, registando 22,2 milhões de euros no 3º trimestre de 2016, tendo vindo a diminuir a cada trimestre (até Junho de 2017), alcançando receitas brutas na ordem dos 13,9 milhões no 2º trimestre de 2017.

Analisando mensalmente durante os primeiros meses de 2017, verificou-se uma tendência para a diminuição das receitas brutas, apresentando uma variação média negativa de 14,5%. No mês de Junho de 2017 atingiu-se o valor mais baixo, de aproximadamente 3,4 milhões de euros em receitas brutas, menos 4 milhões de euros em relação ao mês de Janeiro do mesmo ano.

A modalidade que registou um maior volume de apostas foi o futebol, mantendo-se como a modalidade com mais registos, representando mais de 75% do total das apostas desportivas. As modalidades que se seguem são o Ténis e o basquetebol, que representam 14,0% e 8,7%, respetivamente.

A primeira liga portuguesa foi a competição com maior número de apostas representando 11,1%, seguida da liga espanhola e da premier league inglesa (8,5% e 6,4%, respetivamente).

Nos jogos de casino, as slot machines lideram nitidamente a tabela de preferência dos jogadores

Relativamente aos jogos de fortuna e de azar online, foi registado um aumento de 12 milhões de euros em receitas brutas desde o início do 3º trimestre de 2016 até ao 1º trimestre de 2017, no entanto, assistiu-se a uma redução para 11,4 milhões no 2º trimestre de 2017.

Uma análise mensal permite verificar que durante o ano de 2017, entre Janeiro e Junho, registou-se um decréscimo nas receitas brutas à media mensal de 8,1%. A variação do mês de Janeiro para Junho foi de menos 1,9 milhões de euros.

Nos jogos de casino, a categpria que registou um maior volume de apostas foi as slot machines (38,13%) seguido pelo póquer não bancado e a roleta russa, que registaram 23,94% e 19,84%, respetivamente.

A faixa etária entre os 25 e 34 anos é quem mais aposta nos jogos online

Segundo o relatório estavam registados cerca de 588 mil jogadores nas diferentes entidades que possuem licenças para a exploração de jogos e apostas online. Do 3º trimestre para o 4º trimestre de 2016 verificou-se um aumento de inscrições, mas desde então até Junho de 2017 o registo de novos jogadores desceu, situando-se nos 64,4 mil no 2º trimestre de 2017.

Em 30 de junho de 2017, os jogadores com idades compreendidas entre os 25 e 44 anos representavam 61,4% do total de jogadores registados, sendo predominante o grupo dos 25 aos 34 anos de idade (quase 40%).

As áreas geográficas que apresentam uma maior concentração de jogadores são Porto (21,5%), Lisboa (19,9%) e Braga (9,5%).

Avaliação dos Jogadores

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Esqueceu a sua password?

/ Registar